Search
Close this search box.

Dependência emocional: quais os sinais? Como tratar? 

A Dependência Emocional caracteriza-se pelo apego excessivo a outra pessoa, tornando-se tão dependente a ponto de achar que não consegue viver e ser feliz sem o outro.

Neste artigo, você entenderá quais os sinais desse quadro emocional e como tratá-lo. Confira!

 

O que é dependência emocional? 

 

Codependência ou dependência emocional acontece quando um indivíduo tem seus sentimentos e emoções afetados e totalmente dependentes de outra pessoa. 

A partir disso, a pessoa projeta suas expectativas no outro, tratando-o como o motivo para viver, ser feliz, sentir-se amado(a) ou realizado(a).

Embora não seja um distúrbio, esse é um quadro emocional que precisa ser debatido, pois dá abertura para relacionamentos tóxicos e abusivos, podendo ser não somente entre casais, mas também com um parente ou amigo.

 

Quais os sinais da dependência emocional? 

 

Os sinais nem sempre são fáceis de serem identificados. Geralmente, eles se apresentam no dia a dia, como por exemplo: 

  • Medo de contrariar a pessoa amada e, por fazê-lo, perdê-la;
  • Dificuldade de tomar decisões sobre si mesmo e sua vida sozinho, precisando sempre do suporte do outro para fazê-lo; 
  • Desconforto extremo quando está longe da pessoa amada, beirando a ansiedade; 
  • Permitir-se estar em situações humilhantes, degradantes e/ou constrangedoras apenas agradar ou não perder a pessoa. 
  • Submissão completa aos desejos e vontades da pessoa amada, pensando sempre nele primeiro e em si mesmo depois; 
  • Baixa autoestima, com sentimento de culpa e impotência. 

 

Como a psicoterapia pode ajudar? 

 

Da mesma maneira que para vencer um medo é preciso conhecer a causa, o autoconhecimento é o primeiro passo para adquirir segurança e independência

Por isso, a psicoterapia poderá ser uma aliada e tanto para ajudar o dependente emocional a lidar melhor com suas emoções e seus desdobramentos, entendendo sua relação consigo e com o outro. 

Quando você consegue aceitar-se e melhorar a sua relação com você mesmo e com sua história, a dependência emocional irá diminuir e os seus relacionamentos poderão ser mais saudáveis e prazerosos, como sempre devem ser para ambos os envolvidos. 

 

Gostou do artigo? Compartilhe esse post com um(a) amigo(a) que precisa saber disso! Para conferir mais, me acompanhe no Instagram.

Sobre o(a) autor(a): Marianna Carla Lucena
Picture of Marianna Carla Lucena
Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados