O HIV/AIDS talvez seja a IST mais conhecida entre a população, principalmente por todo tabu envolvido. Mas ter HIV não necessariamente quer dizer que você terá AIDS, isso porque pode não apresentar sintomas nem desenvolver a doença. Entretanto, o vírus pode ser transmitido da mesma forma. Ele ataca o sistema imunológico, o que torna o portador do vírus mais vulnerável a outras doenças e infecções. Não há cura ainda. O vírus pode ser transmitido por meio: relações sexuais desprotegidas, compartilhamento de seringas e materiais não esterilizados e da mãe para o filho. Vale lembrar que todos podem contrair o vírus, independente da orientação sexual. Os sintomas são febre, dor na garganta, manchas vermelhas pelo corpo, tosse, sudorese noturna e mal-estar. Se você teve alguma relação sexual desprotegida e sentiu algum desses sintomas, é importante realizar o teste e identificar se houve ou não a infecção com o vírus, normalmente o resultado sai em até 30 dias. Já em relação ao tratamento, é feito por meio da combinação de medicamentos indicada pelo médico, e não pode haver interrupções, para que não haja falha durante o processo e o portador possa viver com mais qualidade de vida. Prevenir sempre será a melhor escolha