O Transtorno Bipolar afeta as pessoas de diferentes maneiras e tem impacto significativo na vida de quem o desenvolve. Suas características são muito específicas e precisam de uma séria profissional para se chegar ao diagnóstico.

Um psicólogo ou psiquiatra são os especialistas indicados para chegar a essa conclusão, pois eles irão analisar e entender o que se passa naquele paciente. Para isso, é fundamental não se guiar por achismos próprios ou pelo que se vê na internet.

Buscar ajuda não só para entender o que se passa, mas para também entender o que é o transtorno faz a diferença em um tratamento. Acompanhe esse artigo e entenda as duas fases e que a bipolaridade faz com as pessoas.

Estado depressivo

Se forma a partir de sintomas que indicam uma pessoa que se encontra sem estímulos, em um estado de sensação de inutilidade, sem energia, falta de ânimo ou até dificuldade para dormir, como também o excesso de sono.

As pessoas passam a ter uma perda de estímulo também nas atividades que costumavam fazer anteriormente e que as agradava, além de ter dificuldade para se concentrar.

Estado de mania

Quando aqui, as pessoas criam uma ilusão própria, passando a acreditar em fatos sobre si que se sobressaem à realidade. É normal ter picos de agitação, e até irritação, com um considerável aumento de energia e pensamentos que se atropelam entre si.

Essas consequência levam a comportamentos compulsivos, que afetam alimentação, uso de substâncias e até sexo.

Mulher expressando preocupação

Como esses estados se combinam no diagnóstico?

Para entender o que se passa, é necessário uma análise minuciosa dos sintomas e comportamentos das pessoas, as quais são suspeitas de estarem passando pelo TB.

A certeza acontece quando o paciente tem pelo menos uma situação envolvendo o estado de mania, que pode ser antecedido ou sucedido pelo estado depressivo.

Sua alternância atinge picos e tem suas variantes, para isso, é preciso entender cada caso clínico e perceber quais são as especificações e necessidades a serem tratadas.

Como ajudar alguém bipolar?

A ajuda psiquiátrica é fundamental para determinar um acompanhamento com medicamentos que serão capazes de controlar as ações dos estados que a pessoa com TB passa.

Aliado a isso, as pessoas com quem convivem com quem tem bipolaridade também precisam ter noção de sua condição. Ter conhecimento do transtorno faz com que se construa relações mais saudáveis e onde o comportamento adequado possa ser aplicado nas situações que essas pessoas passam.

O Transtorno Bipolar pode ter diferentes ações e é por isso que a busca por ajuda é essencial! Quer entender mais sobre a psiquiatria e como ela pode contribuir para a melhora de sua vida? Leia outros artigos aqui no Blog da Vitta e saiba mais.

Sobre o(a) autor(a): Edição


    Compartilhe

    Deixar um comentário

    Artigos relacionados

    Voltar para artigos